[email protected] São Paulo - SP
Informações: (11) 94851-5112

ANEURISMA DE ARTÉRIA POPLÍTEA – TRATAMENTO ABERTO X ENDOVASCULAR

O aneurisma de artéria poplítea é o aneurisma periférico mais comum, correspondendo a 70% a 80% dos casos. Mostra-se mais comum em pacientes do sexo masculino e é bilateral em 38% a 58% dos pacientes. Muitas vezes, é assintomático, mas, quando há sintomas, estes são decorrentes de trombose aguda ou embolização distal, quadro grave com taxa elevada de perda de membro. Dessa maneira, preconiza-se tratamento cirúrgico para pacientes com aneurisma com diâmetro igual ou superior a 20mm ou com trombo mural, independentemente de seu diâmetro. Realiza-se o tratamento cirúrgico aberto com enxerto, e este deve ser realizado com veia safena autóloga nos casos em que a patologia cruzar a linha articular. O tratamento endovascular com stents revestidos autoexpansíveis, preferencialmente o Viabhan®, é uma boa escolha nos casos em que o aneurisma de artéria poplítea apresenta colo distal de 2 a 3cm acima da linha articular. Faz-se uma exceção aos pacientes de alto risco cirúrgico ou àqueles com rigidez articular, sem flexão do joelho ou com fibrose intensa na região que impeça dissecção segura e para pessoas sem veia apropriada para a realização de enxerto venoso.
Ilustrações do aneurisma de artéria poplítea, do tratamento aberto e Endovascular deste. #aneurisma #poplítea #iapace #endovascular #vascular #institutobelczak

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *